01 de Setembro de 2014
Fale Conosco Expediente Mapa do Site
 
Assessorias
 
Em defesa do diploma 28/03/2012 | 19:04
Jornalistas pedem votação da PEC 33 no Senado
 
Dirigentes da FENAJ e de Sindicatos de Jornalistas fazem nova rodada de contatos com parlamentares nesta quinta-feira (29) em Brasília, em prol da aprovação pelo Senado, em 2º turno, da PEC 33/09, que restabelece a obrigatoriedade da exigência de diploma para o exercício da profissão de jornalista. A ideia é buscar a votação da matéria no período em que se comemora o Dia do Jornalista.

A delegação de dirigentes da FENAJ que se reveza em acompanhamento dos trabalhos no Senado será reforçada com a participação de dirigentes de Sindicatos da categoria que já se deslocam a Brasília para a reunião do Conselho de Representantes da Federação que acontece neste final de semana.

Como se aproxima o período em que se comemora o Dia do Jornalista, 7 de abril, o objetivo é buscar a votação da matéria nas próximas semanas. “Buscaremos contatos com senadores e com a Frente Parlamentar em Defesa do Diploma para buscar que o compromisso de lideres de votar a PEC dos Jornalistas se efetive em abril”, informa o presidente da FENAJ, Celso Schröder.

A Federação pretende, também, ampliar as mobilizações em favor da PEC 33/09. “Exatamente por estarmos próximos do Dia do Jornalista, a mobilização em defesa da profissão e de sua valorização, que é permanente, deve ganhar mais robustez em abril”, sinaliza o sindicalista.

Uma agenda de atividades em defesa da PEC dos Jornalistas, do estabelecimento de um piso salarial nacional da categoria e de contraposição à crescente violência contra jornalistas no Brasil deverá ser definida na reunião do Conselho de Representantes da FENAJ que será realizada em Brasília no dia 31 de março.

Exigência de diploma é lei em Ponta Grossa
No dia 12 de março a Câmara de Vereadores de Ponta Grossa (PR) derrubou, por unanimidade, o veto do prefeito Pedro Wosgrau (PSDB) à Lei Nº 10.858, que exige a obrigatoriedade de diploma de curso superior em Jornalismo para as funções de jornalista e assessor de imprensa em órgãos públicos locais. A votação foi acompanhada por uma platéia de aproximadamente 70 pessoas, entre estudantes, professores e profissionais de comunicação.

A autora da Lei, vereadora Alina de Almeida Cesar (PMDB), salientou que o projeto foi pensado para resguardar o direito das pessoas que se esforçaram para ter uma formação superior específica na área. “Espero que a Lei contemple àqueles que passaram anos de suas vidas para ter uma formação sólida e para desenvolveu um trabalho sério no Jornalismo”.

Últimas notícias:
27/08/2014 - Entidades preparam a Semana Nacional de Luta pela Reforma Política Democrática
27/08/2014 - FENAJ recebe Prêmio Luiz Beltrão no XXXVII Congresso da Intercom
28/08/2014 - Pela liberdade e justiça, somos todos Cristian Góes!
 
SCLRN 704 - Bl. F. Loja 20. CEP 70.730-536. Brasília - DF. Tels.: (61) 3244-0650/3244-0658. Fax: (61) 3242-6616. E-mail: fenaj@fenaj.org.br