22 de Outubro de 2014
Fale Conosco Expediente Mapa do Site
 
Assessorias
 
Não perca! 27/04/2012 | 16:53
Seminário discute imprensa, agenda social e adolescentes em conflito com a lei
 
Temática polêmica e que historicamente enfrenta graves obstáculos para conquistar espaço qualificado na esfera pública de discussões, a realidade vivida pelos adolescentes em conflito com a lei será foco, nos dias 22 a 24 de maio, de encontro que congregará profissionais de comunicação e fontes de informação do Brasil e de outras nações latino-americanas.

Intitulado Direitos em Pauta: Imprensa, Agenda Social e Adolescentes em Conflito com a Lei, o seminário propiciará inúmeras oportunidades de debate e de troca de experiências, além de buscar identificar parâmetros que balizem a construção de um noticiário ético, pautado pela investigação das políticas de atendimento a esses segmentos.

Entre outras personalidades convidadas para compartilhar sua visão sobre a temática, o programa do evento conta com Caco Barcellos, Oscar Vilhena Vieira, Gilberto Dimenstein, Leoberto Brancher, Mauri Konig, Rosa Maria Ortiz, Marcelo Canellas, Carmem Oliveira, Eliane Trindade, Conceição Paganelle e Ricardo Noblat.

O evento é realizado pela ANDI – Comunicação e Direitos em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, contando com patrocínio da Petrobras e apoio do Instituto Camargo Corrêa.

Qualificar o debate
Para o secretário-executivo da ANDI, Veet Vivarta, a questão do adolescente em conflito com a lei “é um tema cercado de preconceitos e estereótipos, de dificuldades para o avanço nas políticas públicas e de problemas na cobertura da imprensa”. Ele revela que recente análise sobre o noticiário de jornais das diversas regiões do País diagnostica forte tendência a uma abordagem factual, centrada no mero registro dos atos violentos. Pouco se discute sobre as causas e soluções relacionadas à problemática ou sobre o grau de efetividade do marco legal e dos programas que entes governamentais e da sociedade civil vêm implementando.

“Por certo temos nessa cobertura excelentes exemplos de jornalismo investigativo, que questionam falhas no sistema de garantia de direitos e discutem caminhos para o aperfeiçoamento destas políticas”, aponta Vivarta. Entretanto, ele destaca que essas reportagens são exceção em meio a uma produção editorial com sérias limitações desde o processo de elaboração da pauta, à diversidade das fontes ouvidas, à edição final e ao uso de imagens.

Lançamentos
Durante o evento, serão lançadas duas publicações realizadas a partir de parceria estabelecida entre a ANDI e a SDH: o manual "Adolescentes em conflito com a lei: Guia de referência para a cobertura jornalística" e o estudo "Direitos em Pauta: Imprensa, agenda social e adolescentes em conflito com a lei – uma análise da cobertura de 54 jornais brasileiros entre 2006 e 2010”.

Este último documento, além de oferecer uma radiografia detalhada do tratamento editorial dedicado ao tema, traz também análises sobre três aspectos específicos do noticiário: a cobertura do chamado “caso João Hélio” (2007), o conteúdo dos textos de opinião (editoriais, artigos assinados, entrevistas) e os principais argumentos utilizados pelos senadores e deputados federais quando ouvidos pelos repórteres sobre projetos de lei relacionados ao adolescente em conflito com a lei.

Diplomação
No dia de abertura do seminário, 20 profissionais de diversos estados receberão o título de Jornalista Amigo da Criança. Criado em 1997, o diploma já foi concedido a 346 profissionais – há cinco anos não ocorre nova titulação. Oferecido pela ANDI e pela Petrobras, a titulação é uma forma de reconhecer jornalistas que trabalham pautados pelo forte compromisso com a ética e com a cobertura da agenda social brasileira.

Inscrições
O evento receberá 240 participantes, entre atores da sociedade civil organizada; representantes do poder público e organizações internacionais; membros da academia e jornalistas/comunicadores.

Além dos profissionais previamente convidados pela ANDI, foram reservadas 80 vagas para demais interessados na temática. O processo de seleção prevê o preenchimento de formulário eletrônico (disponível em www.direitosempauta.andi.org.br). As inscrições estão abertas até o dia 29 de abril.

Prêmios com inscrições abertas

I Prêmio Belém de Jornalismo. Inscrições até 30 de abril de 2012. Leia mais.

Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica. Inscrições até 18 de maio de 2012. Leia mais.

I Prêmio CNPG de Jornalismo. Inscrições até 11 de junho de 2012. Leia mais.

Prêmio Estácio de Jornalismo. Inscrições até 30 de junho de 2012. Leia mais.

8º Prêmio New Holland de Fotojornalismo. Inscrições até 30 de junho de 2012. Leia mais.

VI Prêmio Abracopel de Jornalismo: “Segurança nas Instalações Elétricas”. Inscrições até 15 de julho de 2012. Leia mais.

XV Prêmio Automação – Categoria Imprensa. Inscrições até 05 de outubro de 2012. Leia mais.

Últimas notícias:
20/10/2014 - Proselitismo eleitoral disfarçado de jornalismo
20/10/2014 - Eleições e o jornalismo
15/10/2014 - Projeto da FENAJ vence concurso internacional de arquitetura
 
SCLRN 704 - Bl. F. Loja 20. CEP 70.730-536. Brasília - DF. Tels.: (61) 3244-0650/3244-0658. Fax: (61) 3242-6616. E-mail: fenaj@fenaj.org.br